O colecionador de troféus

O Grêmio Sportivo dos Empregados da Firma A. J. Renner foi fundado em 27 de julho de 1931 com o objetivo de formalizar a reunião dos colegas que se encontravam para disputar partidas amistosas de futebol. O que os operários não esperavam era que, em uma tarde chuvosa de 1935, A. J. Renner, o capitãoContinuar lendo “O colecionador de troféus”

Volta por cima

Há 80 anos, em 1941, Porto Alegre registrou a maior enchente de sua história. Entre os meses de abril e maio daquele ano, o nível do Guaíba alcançou a cota de 4,76 metros, onde tradicionalmente se registra apenas 1. O centro da cidade ficou embaixo d’água, assim como o 4º distrito e o bairro NavegantesContinuar lendo “Volta por cima”

Trabalho e glória

Os jogadores do G. E. Renner, além de competir pelo time dos industriários, também exerciam diferentes atividades dentro da Indústria A. J. Renner & Cia. Mesmo nas vésperas de jogos, os jogadores não deixavam de registrar seus cartões-ponto e desempenhar suas funções. Era uma rotina dupla e corrida para os atletas. Em 17 de dezembroContinuar lendo “Trabalho e glória”

O comandante

Antônio de Araújo Bittencourt, o Gradim, foi o treinador mais vitorioso da história do Grêmio Esportivo Renner. Suas mais célebres conquistas foram o pentacampeonato amador da cidade de Porto Alegre (entre 1938 e 1942), o campeonato de acesso à Divisão de Honra em 1944 e o torneio extra de 1947, o qual correspondia ao primeiroContinuar lendo “O comandante”

A marca é Renner

Foi a primeira diretoria do time dos industriários que batizou a agremiação de Grêmio Sportivo dos Empregados da Firma A. J. Renner & Cia. O nome escolhido para o clube, em 27 de julho de 1931, pelo então Presidente Victor Gottschald e pelos demais fundadores, refletia a união operária em torno de um objetivo comum:Continuar lendo “A marca é Renner”

Inauguração é festa

O primeiro campo utilizado pelos funcionários da A. J. Renner & Cia ficava ao lado de um dos pavilhões da indústria de fiação e tecelagem. Esse terreno, no entanto, perdeu prestígio quando o clube inaugurou o Estádio Tiradentes em 15 de novembro de 1935. As festividades de inauguração do estádio localizado na esquina da Av.Continuar lendo “Inauguração é festa”

Apito final

Em 12 de março de 1959, cinco dias após a vitória contra o Guarany, em Cachoeira do Sul, a Fôlha Esportiva noticiou a tragédia: “Confirmado: Renner não mais praticará football profissional”. A manchete, absolutamente inesperada, abalou os jogadores, a torcida rennista e toda a comunidade que acompanhava a espetacular trajetória do time dos industriários. EraContinuar lendo “Apito final”