Dr. Arnaldo, 99 anos

Dr. Arnaldo José da Costa Filho entrou para a história do futebol gaúcho por ser o primeiro médico especializado em medicina esportiva do estado do Rio Grande do Sul. Seu trabalho no G. E. Renner marcou uma geração e é lembrado até hoje pelos saudosos torcedores do time. Nascido em 29 de setembro de 1922,Continuar lendo “Dr. Arnaldo, 99 anos”

O colecionador de troféus

O Grêmio Sportivo dos Empregados da Firma A. J. Renner foi fundado em 27 de julho de 1931 com o objetivo de formalizar a reunião dos colegas que se encontravam para disputar partidas amistosas de futebol. O que os operários não esperavam era que, em uma tarde chuvosa de 1935, A. J. Renner, o capitãoContinuar lendo “O colecionador de troféus”

G. E. Renner ou Sá Viana F. C.?

A estreia do G. E. Renner nos confrontos decisivos do campeonato gaúcho de 1954 foi realizada em 30 de janeiro de 1955, contra o E. C. Ferro Carril (de Uruguaiana). Tal partida ficou marcada por alguns contratempos. O primeiro deles foi a ausência do goleiro Valdir de Morais, acometido por uma lesão na mão direita.Continuar lendo “G. E. Renner ou Sá Viana F. C.?”

Goleada e conquista

Em 20 de maio de 1951, no encerramento do 1º turno do Campeonato Citadino, o G. E. Renner tornou-se campeão do Torneio Extra de Porto Alegre. Nesse dia, ao golear o esquadrão do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, em pleno estádio do adversário, a equipe rennista mostrou que estava vivendo tempos áureos. A manchete da FolhaContinuar lendo “Goleada e conquista”

Revolução rennista

Em 26 de janeiro de 1959, o G. E. Renner foi alvo de mais uma reportagem especial, dessa vez na Gazeta Esportiva de São Paulo. Nessa matéria, assinada por Orlando Duarte, foi destaque a revolução que o time estava provocando no futebol gaúcho. Tal transformação era resultado do investimento do clube nos jovens jogadores. OsContinuar lendo “Revolução rennista”

Juarez Lemos, o Tanque

Juarez Lemos nasceu em 01 de maio de 1931, na cidade de Taquara (RS), terra de craques como Júlio Petersen, Oswaldo Brandão, Sérgio Moacir e Hélio Pires. Apaixonado por futebol, o jovem iniciou sua carreira em 1945 no tradicional S. C. Taquarense, onde permaneceu até 1949. Em 1950, Juarez se profissionalizou e passou a jogarContinuar lendo “Juarez Lemos, o Tanque”

Papão de 54

Lançado em 2005, o documentário “Papão de 54” resgata a trajetória da equipe do Grêmio Esportivo Renner campeã gaúcha de 1954. Talentosamente dirigido por Alexandre Derlam, o filme recorda com nostalgia e paixão o nascimento de um time que esteve a frente de seu tempo e que interrompeu o reinado da dupla Gre-Nal ao vencerContinuar lendo “Papão de 54”

Incerteza e destino

Mário Azevedo era o Presidente do G. E. Renner quando o clube foi extinto, em 12 de março de 1959. Dias depois, ainda acometido pela emoção, Mário concedeu uma entrevista ao jornal Folha Esportiva, evidenciando todas as suas tristezas e incertezas. Entre outras declarações, o Presidente assim se manifestou: “Estou desiludido. Tanto trabalho, tanto esforço,Continuar lendo “Incerteza e destino”

Tríplice vitória

O dia 24 de agosto de 1958 foi um dos mais felizes da curta trajetória do time dos industriários. Pela manhã, o time juvenil do G. E. Renner derrotou o esquadrão juvenil do Internacional em pleno Estádio dos Eucaliptos. A vitória por 2 a 1, em pleno gramado adversário, animou os esquadrões de aspirantes eContinuar lendo “Tríplice vitória”

Trabalho reconhecido

16 de dezembro de 1956 foi um dos dias mais felizes da curta trajetória do G. E. Renner. Após conquistar o campeonato de juvenis pela manhã, o time dos industriários conquistou também o campeonato de aspirantes no início da tarde. As duas conquistas alçaram o clube do 4º distrito a um outro patamar no cenárioContinuar lendo “Trabalho reconhecido”