A mãe do Badanha

Em 11 de junho, Leandro Staudt relatou, em sua coluna em GZH, a história que motivou a criação da expressão “Mãe do Badanha”. Exímio centromédio do G. E. Renner na década de 40, Badanha entrou para a história do futebol gaúcho pela sua qualidade técnica e pela marcação cerrada que sua mãe fazia nos cartolasContinuar lendo “A mãe do Badanha”

Um novo campeão

Em 08 de janeiro de 1955, em uma chuvosa tarde de sábado, Porto Alegre presenciou o desfile de uma numerosa torcida que saudou o novo campeão metropolitano de futebol profissional: o Grêmio Esportivo Renner. Estreante em conquistas deste porte, o time dos industriários levou uma multidão para as ruas da capital. O time do 4ºContinuar lendo “Um novo campeão”

Sampaio e o Renner

José Miguel Pereira de Sampaio foi cartunista da Folha da Tarde Esportiva. Nascido em 27 de julho de 1927, exatamente 4 anos antes da fundação do G. E. Renner, Sampaio foi, junto com seu irmão SamPaulo, um dos precursores do cartunismo no Rio Grande do Sul. Em 1954, ano em que o G. E. RennerContinuar lendo “Sampaio e o Renner”

Inauguração do Memorial Valdir Joaquim de Morais

Em 04 de dezembro de 2021 foi oficialmente inaugurado o Memorial Valdir Joaquim de Morais. A cerimônia contou com a presença de autoridades como Fernando Renner (Diretor da A. J. Renner Indústria e Participações), Luciano Hocsman (Presidente da Federação Gaúcha de Futebol), Antônio Carlos de Oliveira Pereira, o Kiko (então Secretário Municipal de Esportes eContinuar lendo “Inauguração do Memorial Valdir Joaquim de Morais”

Que bonito é!

O Memorial Valdir Joaquim de Morais está pronto para a sua inauguração. A memória e a história do G. E. Renner estão preservadas. Os feitos, os craques e as principais lembranças estão reunidas. Assim o acervo celebra a vibrante trajetória de um time que marcou época e que nunca deixou a sua chama apagar… oContinuar lendo “Que bonito é!”

Valdir de Morais, 90 anos

Hoje, 23 de novembro, Valdir de Morais, o mestre dos goleiros brasileiros, e eterno goleiro do Papão de 54, completaria 90 anos de vida. Que o futebol brasileiro nunca esqueça a genialidade, a disciplina e a determinação desse goleiro rennista que conquistou o respeito e a admiração de todos que o conheceram!

O casarão da Casemiro

A conquista do campeonato gaúcho de 1954 pelo G. E. Renner foi o resultado de uma conjunção de fatores. Entre eles, está a absoluta concentração do esquadrão rennista promovida por Selviro Rodrigues, seu visionário técnico. Para promover tamanho empenho, Selviro organizava orquestradas concentrações nos dias anteriores aos jogos, onde o lazer, o descanso e aContinuar lendo “O casarão da Casemiro”

Aconteceu no Memorial

Olha que legal! Nesta semana, o Prof. Macchi recebeu o jornalista Luiz Arnim Schuch no Memorial do Renner. Filho e sobrinho de rennistas, Schuch teve passagens pelos veículos Folha da Tarde, Radiobrás e Zero Hora, e foi, também, secretário de redação e editor do jornal Correio do Povo. Aniversariante de ontem, 28 de outubro, oContinuar lendo “Aconteceu no Memorial”

Jogo dos recordes

O confronto mais aguardado do Campeonato Citadino de 1955 foi a partida entre o G. E. Renner e o S. C. Internacional realizada em 26 de junho. Programada para um domingo à tarde, a peleja mobilizou uma multidão para o Tiradentes. As ruas do entorno do Estádio ficaram lotadas. Os torcedores estavam ansiosos pelo embateContinuar lendo “Jogo dos recordes”

Dr. Arnaldo, 99 anos

Dr. Arnaldo José da Costa Filho entrou para a história do futebol gaúcho por ser o primeiro médico especializado em medicina esportiva do estado do Rio Grande do Sul. Seu trabalho no G. E. Renner marcou uma geração e é lembrado até hoje pelos saudosos torcedores do time. Nascido em 29 de setembro de 1922,Continuar lendo “Dr. Arnaldo, 99 anos”