Posts

A concentração descontraída

Na fase amadora e no início da fase profissional, a rotina diária da comissão técnica e dos jogadores do G. E. Renner estabelecia que eles deveriam inicialmente executar as suas atividades na fábrica e, posteriormente, praticar as suas atividades esportivas. Essa rotina só foi alterada em 1948, quando Gradim, o técnico-tecelão, sugeriu ao Presidente doContinuar lendo “A concentração descontraída”

O colecionador de troféus

O Grêmio Sportivo dos Empregados da Firma A. J. Renner foi fundado em 27 de julho de 1931 com o objetivo de formalizar a reunião dos colegas que se encontravam para disputar partidas amistosas de futebol. O que os operários não esperavam era que, em uma tarde chuvosa de 1935, A. J. Renner, o capitãoContinuar lendo “O colecionador de troféus”

Um Presidente inesquecível

Antônio Casaccia passou a ser o Presidente do G. E. Renner em 1946, um ano após o time conquistar o acesso para a divisão de honra do futebol gaúcho. O desafio era manter a jovem agremiação entre os grandes da capital. Tal desafio, no entanto, não parecia assustar o traquejado gerente das Lojas Renner eContinuar lendo “Um Presidente inesquecível”

Goleada e conquista

Em 20 de maio de 1951, no encerramento do 1º turno do Campeonato Citadino, o G. E. Renner tornou-se campeão do Torneio Extra de Porto Alegre. Nesse dia, ao golear o esquadrão do Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense, em pleno estádio do adversário, a equipe rennista mostrou que estava vivendo tempos áureos. A manchete da FolhaContinuar lendo “Goleada e conquista”

G. E. Renner, 90 anos

Neste 27 de julho de 2021, o G. E. Renner comemora mais um aniversário de sua fundação. Dessa vez, 90 anos. Uma marca e tanto! Mesmo depois de 62 anos de sua extinção, o clube continua sendo motivo de orgulho. Atualmente a memória rennista vem sendo disseminada, tem alcançado a um número cada vez maiorContinuar lendo “G. E. Renner, 90 anos”

Os brotos e o velho mundo

O ano de 1959 começou agitado para o G. E. Renner. Além dos últimos jogos da temporada anterior do Campeonato Metropolitano, o time ainda fez uma viagem internacional, a primeira de muitos jogadores do elenco, para uma partida amistosa contra o Nacional de Montevideo. Estrategicamente colocado na agenda rennista, era um jogo-teste para a excursãoContinuar lendo “Os brotos e o velho mundo”

Revolução rennista

Em 26 de janeiro de 1959, o G. E. Renner foi alvo de mais uma reportagem especial, dessa vez na Gazeta Esportiva de São Paulo. Nessa matéria, assinada por Orlando Duarte, foi destaque a revolução que o time estava provocando no futebol gaúcho. Tal transformação era resultado do investimento do clube nos jovens jogadores. OsContinuar lendo “Revolução rennista”

Rennistas em festa

As datas comemorativas fazem parte da história do G. E. Renner. Tamanho vínculo se deve ao hábito da diretoria do clube de utilizar os feriados regionais e nacionais para promover jogos e eventos comemorativos. O primeiro deles foi a inauguração do estádio do time, a qual ocorreu em um ensolarado 15 de novembro de 1935.Continuar lendo “Rennistas em festa”

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.


Siga minha página

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: