Posts

“A derrota teria sido castigo para qualquer um dos quadros ” ( manchete Folha Esportiva)

Um público de 12.000 pessoas, assistiram os 90 minutos mais sensacionais dos anos 1950.Renner e Internacional, se enfrentaram no Estádio Tiradentes, partida válida pelocampeonato que propiciou a mais alta arrecadação do certame e a mais alta renda do football Metropolitano fora do clássico GreNal.Os 12.000 que compareceram no Estádio do Renner, se deixassem memórias, poderiamescreverContinuar lendo ““A derrota teria sido castigo para qualquer um dos quadros ” ( manchete Folha Esportiva)”

Renner Campeão do Triangular com a Dupla GreNal-1950

Após o período de férias em 21 de janeiro o G. E. Renner  retornou ao futebol  para a temporada de 1950. Vários atletas de  equipes do Estado, se apresentaram ao Técnico Gradim, recuperado da  enfermidade,   para um período de testes. Muitos jogadores sonhavam em jogar no Renner.         O Pres. Mário Azevedo no seu segundoContinuar lendo “Renner Campeão do Triangular com a Dupla GreNal-1950”

Valdir de Morais G.E.Renner /E.C.Cruzeiro – 1949/1969

Pelo Campeonato Citadino de 1949, no domingo 24 de julho no Estádio Tiradentes aconteceu o jogo mais sensacional do certame até aquele momento, Renner x Cruzeiro. Após domínio total do clube da montanha, que vencia o cotejo até o início do 2º tempo, o Renner virou o jogo com dois gols de Cabano. Esta partidaContinuar lendo “Valdir de Morais G.E.Renner /E.C.Cruzeiro – 1949/1969”

A goleada Rennista

“Renner goleou ao natural o Forcinha por Dez a Um!” A maior goleada do Campeonato Metropolitano de 1958, e o Renner mostrou que era outro forte candidato ao título.   A nova equipe era chamada de “Os Brotos,” foi montada por Selviro Rodrigues, promovendo juvenis treinados pelo lendário treinador Abílio dos Reis.       Somente Bonzo,Continuar lendo “A goleada Rennista”

Os últimos foram os Generais

   O Presidente Mário Azevedo concluiu no final de março de 1959, os trabalhos de recisões contratuais e negociações dos jogadores profissionais e juvenis. Todos os 26 jogadores profissionais foram negociados habilmente com outros clubes, em menos de trinta dias. Só o S. C. Internacional contratou 7 craques Rennistas.    O Diário de Notícias doContinuar lendo “Os últimos foram os Generais”

A Dignidade

   Afastado por problemas de saúde o técnico tecelão Gradim, acompanhou como todo o desportista do RGS a polêmica gerada por notícias de que os jogadores Rennistas, teriam vendido a partida para o Grêmio, líder invictito do certame de 1949.    O Renner apresentou neste jogo do dia 23 de outubro, o goleiro Valdir deContinuar lendo “A Dignidade”

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.


Siga minha página

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: