Fantasmas da bola

Em julho de 2012, o G. E. Renner esteve na tela da RBS TV. Na série “Fantasmas da bola”, apresentada por Karine Alves, o time dos industriários foi lembrado pelos seus feitos e também pela saudade que deixou em seus jogadores e torcedores. Raul Kinnemann, Sérgio Bechelli e Luís Carlos Macchi foram as testemunhas entrevistadasContinuar lendo “Fantasmas da bola”

Últimas paradas

O campeonato metropolitano de Porto Alegre de 1958 foi tão longo que, em uma das brechas na agenda de confrontos do G. E. Renner, o time foi a Montevideo realizar um amistoso contra o Nacional. A partida, realizada em 18 de janeiro de 1959, no Estádio Centenário, marcou a segunda derrota rennista para o esquadrãoContinuar lendo “Últimas paradas”

A despedida de Ênio Andrade

No dia 28 de março de 1958, Ênio Andrade se despediu da camiseta do Grêmio Esportivo Renner. Naquela noite de sexta-feira, o público presente foi enorme, centenas de torcedores foram ao Estádio Tiradentes prestigiar o confronto entre o time dos industriários e a equipe de futebol da Sociedade Esportiva Palmeiras. Antes do confronto, a solenidade:Continuar lendo “A despedida de Ênio Andrade”

Trabalho e glória

Os jogadores do G. E. Renner, além de competir pelo time dos industriários, também exerciam diferentes atividades dentro da Indústria A. J. Renner & Cia. Mesmo nas vésperas de jogos, os jogadores não deixavam de registrar seus cartões-ponto e desempenhar suas funções. Era uma rotina dupla e corrida para os atletas. Em 17 de dezembroContinuar lendo “Trabalho e glória”