Físico, técnico e tático

A parceria do G. E. Renner com o Instituto Porto Alegre (IPA) proporcionou a racionalização das atividades de preparação física, técnica e tática dos atletas rennistas. Nesse período, que durou de 1950 a 1959, os jogadores-industriários eram observados e orientados em diversos aspectos: a preparação física era comandada por profissionais formados em cursos de EducaçãoContinuar lendo “Físico, técnico e tático”

Renner – IPA: uma parceria de sucesso

Muito do êxito que o G. E. Renner alcançou em sua curta trajetória se deve à preparação física dos jogadores. O que explica tamanho desempenho é a parceria que foi estabelecida entre o time dos industriários e o Instituto Porto Alegre (atual Centro Universitário Metodista IPA). O IPA, nos anos 40, era considerado a escolaContinuar lendo “Renner – IPA: uma parceria de sucesso”

Ataque fantástico

O ataque da equipe do G. E. Renner era um dos grandes diferenciais da equipe. Com preparação física e treinamento tático apurados, os resultados em campo refletiam o entrosamento que existia entre os jogadores. Foram seguidas temporadas com praticamente o mesmo plantel. E, não por acaso, foram os anos dourados do time dos industriários. AContinuar lendo “Ataque fantástico”

Bem preparados

O desempenho do Renner no início do Campeonato Citadino de 1954 deixou claro que o time estava no auge do seu preparo físico, técnico e tático. Após vencer as três primeiras partidas, contra Aimoré, Flamengo (atual Caxias) e Floriano (atual Novo Hamburgo), a equipe chegou embalada para enfrentar o esquadrão do Força e Luz noContinuar lendo “Bem preparados”

O segredo

Os primeiros anos do Renner na divisão de honra do Campeonato Citadino de Porto Alegre foram espetaculares. Em 1945, ano de estreia, o desempenho foi especialmente surpreendente. Entre os feitos, destaca-se a 2ª colocação no primeiro turno da competição. Nesta fase, entre outros feitos memoráveis, o esquadrão Rennista abateu o tradicional time do Grêmio porContinuar lendo “O segredo”