O segredo

10 de Junho de 1945, Estádio Tiradentes lotado para a partida Renner x Internacional (Foto Reprodução / Acervo Memorial)

Os primeiros anos do Renner na divisão de honra do Campeonato Citadino de Porto Alegre foram espetaculares. Em 1945, ano de estreia, o desempenho foi especialmente surpreendente. Entre os feitos, destaca-se a 2ª colocação no primeiro turno da competição. Nesta fase, entre outros feitos memoráveis, o esquadrão Rennista abateu o tradicional time do Grêmio por 4 a 3. A imprensa, no dia posterior ao jogo, não deixou de enaltecer a vitória da equipe estreante no certame: “O onze Rennista, no domingo à tarde, em plena Baixada, portando-se com galhardia, impôs-se ao esquadrão Gremista – não por um bafejo de sorte e, sim, indiscutivelmente, por seu valor e por ter jogado muito melhor”. Nesse ano, no entanto, assim como nas cinco competições anteriores, o título ficou com o Internacional e o seu histórico “Rolo Compressor”. Ao Grêmio Esportivo Renner coube a honrosa quarta colocação.

O sucesso obtido no ano de estreia contribuiu para que fosse estabelecida uma meta ainda mais ousada para o campeonato seguinte. Em entrevista ao jornal Folha da Tarde, o treinador Gradim esclareceu as intenções daquele ano: “Um 3º lugar já basta! No ano passado entramos em quarto. Nada mais lógico do que aspirarmos um bom terceiro lugar neste ano”.

E não é que o time alcançou o posto almejado? A imprensa, mais uma vez, elogiou a evolução técnica da equipe, assim como seu excelente preparo físico, o qual se tornou marca registrada do esquadrão alvi-rubro. O segredo, segundo o Dr. Sílvio Baldino, médico das Indústrias Renner, e também do clube, era o preparo corpóreo e psicológicos dos jogadores, algo pioneiro na cidade. A concepção Rennista era de que o sucesso do time se assentava sobre o controle científico da preparação física dos atletas. Para isso, eram estabelecidas medidas racionais nas rotinas de alimentação e de treinos dos jogadores. O terceiro lugar obtido no certame de 1946 provou que a visão era coerente. O futuro do time dos industriários se mostrava promissor!

Escalação do Grêmio Esportivo Renner, 1945 – Em pé: Arlindo, Osmar, Badanha, José, André e Baiano; Agachados: Medina, Nirinho, Guido, Plínio e Plá (Foto Reprodução / Acervo Memorial)
Escalação do Grêmio Esportivo Renner, 1946 – Em pé: José, Badanha, Osmar, Heitor, Pedro e Valter; Agachados: Medina, Cabana, Guido, Joane e Margarida (Foto Reprodução / Acervo Memorial)

Publicado por rennervive

Uma página dedicada ao Grêmio Esportivo Renner (1931-1959)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: