Suspense nos Eucaliptos

Manchete do Diário de Notícias publicado em 01 de dezembro de 1952 (Foto Reprodução / Acervo Memorial)

A penúltima partida do campeonato citadino de Porto Alegre de 1952 tinha ares de decisão para as equipes do G. E. Renner e do S. C. Internacional. Apenas um ponto separava os times na tabela de classificação. A vantagem era do esquadrão colorado, que poderia conquistar o campeonato caso vencesse o time dos industriários naquela tarde de 30 de novembro. Ao time rennista cabia buscar a vitória para chegar à última rodada da competição dependendo só de si para se sagrar campeão citadino daquele ano.

Como esperado, o confronto foi absolutamente equilibrado no primeiro tempo de jogo. Com o placar empatado em 1 gol para cada lado, os times voltaram do intervalo dispostos a marcar o gol que poderia minimizar ou acabar com as chances do time adversário de ser campeão da cidade.

Jogando em casa, com a torcida ao seu favor, o time colorado pressionou até Jerônimo marcar e incendiar os torcedores presentes no estádio. A festa da torcida e dos jogadores colorados foi tanta que a bandeirinha levantada do árbitro assistente passou desapercebida naquele momento. Foi aí que o árbitro auxiliar, talvez contagiado por tamanha comemoração colorada, baixou a bandeira com a velocidade de um piscar de olhos e correu em disparada para o centro do gramado. Ivo Andrade, o capitão dos industriários, ao reparar tal cena, se indignou, entrou em estado de fúria e só sossegou quando convenceu o árbitro a conversar com seu assistente.

Após longos segundos de um silencio ensurdecedor no Estádio dos Eucaliptos, o juiz do confronto, Oswaldo Rolla, foi convencido de que o jogador colorado estava em posição ilegal. O impedimento assinalado colocou a equipe do Renner de volta na disputa pelo título. O time dos industriários estava vivo, o empate em 1 a 1 levava decisão do campeonato para a última rodada da competição.

Ivo Andrade, o meia rennista, ficou lembrado como o protagonista do jogo. Foi um capitão exemplar.

Ivo Andrade, o campitão exemplar (Foto Reprodução / Acervo Memorial)

Publicado por rennervive

Uma página dedicada ao Grêmio Esportivo Renner (1931-1959)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: