Valdir Joaquim de Morais (1931-2020)

Valdir Joaquim de Morais (Acervo Memorial / Foto Reprodução)

Valdir Joaquim de Morais nasceu em 23 de novembro de 1931. Era ainda muito novo quando começou a jogar futebol no Avante F. C., time da gurizada do bairro São Geraldo. Sua maior referência era o próprio Pai, o também goleiro, Hilário Joaquim de Morais.

O futebol entrou de vez para a rotina de Valdir quando, ainda garoto, passou a integrar o esquadrão juvenil do Pombal F. C. Era 1945. E Valdir, aos 13 anos, já se destacava pela desenvoltura debaixo das traves e pela determinação em fazer o seu melhor.

O empenho do garoto-goleiro no Pombal era tanto que Abílio dos Reis, técnico do time, não teve dúvidas quando recebeu o convite para treinar a equipe de brotos do Renner: Valdir tinha que estar em seu grupo.

Os primeiros anos de Valdir (e Abílio dos Reis) no Renner foram um estrondoso sucesso. O bicampeonato citadino (1947 e 1948) da equipe juvenil motivou o jovem goleiro a se dedicar ainda mais. As conquistas o encheram de confiança e não foi estranho quando, aos 17 anos, o garoto foi promovido ao time principal dos industriários. E por lá ficou durante 9 anos. E, não por acaso, os anos em que o Renner alcançou seus maiores feitos.

Valdir foi o goleiro do time campeão do Campeonato Citadino e do Campeonato Estadual de 1954. Também esteve na goleira da Seleção Gaúcha de 1955 e da Seleção Brasileira que foi campeã Pan-americana em 1956, no México.

Após seguidos anos de sucesso na goleira do Renner, Valdir recebeu o convite para jogar no Palmeiras. Como jogador da equipe paulista, o goleiro ganhou ainda mais notoriedade e diversas vezes foi convocado para a seleção brasileira. Em 1969, Valdir retornou a Porto Alegre, onde encerrou a carreira como jogador profissional no E. C. Cruzeiro.

Depois de encerrar a carreira como jogador, Valdir passou a ser auxiliar técnico do Palmeiras. Foi lá que o disciplinado arqueiro formalizou a criação da função de Preparador de goleiros. O sucesso foi tanto, que Valdir passou a ser o mais respeitado preparador de goleiros do País, sendo por muitos anos o preparador oficial da seleção brasileira de futebol. Visionário, craque, mestre, Valdir de Morais fez por merecer todos os adjetivos que recebeu.

Publicado por rennervive

Uma página dedicada ao Grêmio Esportivo Renner (1931-1959)

2 comentários em “Valdir Joaquim de Morais (1931-2020)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: