“A derrota teria sido castigo para qualquer um dos quadros ” ( manchete Folha Esportiva)

Um público de 12.000 pessoas, assistiram os 90 minutos mais sensacionais dos anos 1950.
Renner e Internacional, se enfrentaram no Estádio Tiradentes, partida válida pelo
campeonato que propiciou a mais alta arrecadação do certame e a mais alta renda do football Metropolitano fora do clássico GreNal.
Os 12.000 que compareceram no Estádio do Renner, se deixassem memórias, poderiam
escrever a respeito do jogo: “A 26 de junho de 1955 passou pela nossa vida um grande e
notável jogo de football”.
Não tiveram um minuto de descanso!
É que o clima do embate não o permitia. Não dava folga. Aqui era um ataque manobrando
sensacionalmente para concluir com perigo para o arco adversário. Meio minuto depois a
resposta.
Aqui um arqueiro operando milagres e arrancando aplausos prolongados e gritos histéricos;
e nem bem os clamores serenavam e já do outro lado se repetia o fenômeno.
Breno abriu o placar aos 42’ e Luizinho empatou para o Internacional, dois minutos após,
ainda no 1º tempo. Os dois times assim jogaram:
Renner: Valdir, Orlando e Paulistinha; Bonzo, Léo e Gago;
Pedrinho, Breno, Juarez, Ênio Andrade e Joeci.
Internacional: La Paz, Florindo e Oreco; Mossoró, Emilson e Lula; Luizinho, Bodinho, Larry,
Jerônimo e Chinesinho.

Publicado por rennervive

Uma página dedicada ao Grêmio Esportivo Renner (1931-1959)

2 comentários em ““A derrota teria sido castigo para qualquer um dos quadros ” ( manchete Folha Esportiva)

Deixe uma resposta para ANÍBAL DA ROSA GOMES FILHO Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: